“Os pastores encontraram Maria e José e o recém-nascido”

Natal do Senhor – Missa da aurora do Natal

Evangelho de Jesus Cristo Segundo Lucas – Evangelho – Lc 2,15-20

15 Quando os anjos se afastaram, voltando para o céu,
os pastores disseram entre si:
‘Vamos a Belém, ver este acontecimento
que o Senhor nos revelou.’
16 Os pastores foram às pressas a Belém
e encontraram Maria e José,
e o recém-nascido, deitado na manjedoura.
17 Tendo-o visto,
contaram o que lhes fora dito sobre o menino.
18 E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados
com aquilo que contavam.
19 Quanto a Maria, guardava todos estes fatos
e meditava sobre eles em seu coração.
20 Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus
por tudo que tinham visto e ouvido,
conforme lhes tinha sido dito.

Refletindo a Palavra

 

A liturgia deste dia convida-nos a contemplar o amor de Deus, manifestado na incarnação de Jesus… Ele é a “Palavra” que Se fez pessoa e veio habitar no meio de nós, a fim de nos oferecer a vida em plenitude e nos elevar à dignidade de “filhos de Deus”.
A primeira leitura anuncia a chegada do Deus libertador. Ele é o rei que traz a paz e a salvação, proporcionando ao seu Povo uma era de felicidade sem fim. O profeta convida, pois, a substituir a tristeza pela alegria, o desalento pela esperança.
A segunda leitura apresenta, em traços largos, o plano salvador de Deus. Insiste, sobretudo, que esse projecto alcança o seu ponto mais alto com o envio de Jesus, a “Palavra” de Deus que os homens devem escutar e acolher.
O Evangelho desenvolve o tema esboçado na segunda leitura e apresenta a “Palavra” viva de Deus, tornada pessoa em Jesus. Sugere que a missão do Filho/”Palavra” é completar a criação primeira, eliminando tudo aquilo que se opõe à vida e criando condições para que nasça o Homem Novo, o homem da vida em plenitude, o homem que vive uma relação filial com Deus.

Rezando a palavra

Salmo – Sl 96, 1 e6.11-12
R. Brilha hoje uma luz sobre nós:

pois nasceu para nós o Senhor.
1 Deus é Rei! Exulte a terra de alegria,
e as ilhas numerosas rejubilem!
6 E proclama o céu sua justiça,*
todos os povos podem ver a sua glória.

11 Uma luz já se levanta para os justos,
e a alegria, para os retos corações.
12 Homens justos, alegrai-vos no Senhor,
celebrai e bendizei seu santo nome!