CORAGEM!

As trevas dessa longa noite, o tormento dessa tempestade, têm feito aflorar nas mentes e corações, reflexões, meditações, considerações e orações...

Data: 14/04/2020

 

Texto de autoria do Padre José Arlindo de Nadai
Publicado no jornal Correio Popular, edição do dia 14 de abril de 2020

Temos vivido tempos difíceis, talvez como nunca em nossa história pessoal ou coletiva, tenhamos nós, muita ou pouca idade.

Pela primeira vez, certamente, celebramos a Páscoa recolhidos em nossas casas, por causa do distanciamento social, a que nos obriga a pandemia que assola a todos igualmente, sem poupar ninguém. Pela ausência sentimos quão importante e significativa é a participação na Comunidade de fé. Pela falta, demo-nos conta do sentido da assembleia orante da Palavra e celebrante da Eucaristia. Nem sequer pudemos trocar o abraço da Paz.

Felizmente, porém, fizemos a caminhada quaresmal, durante a qual, passo a passo, o Senhor foi se revelando a nós, nas Celebrações dominicais, como Palavra de Deus, Filho amado do Pai, Água viva, Luz do mundo e Ressurreição e Vida.

Através das Redes Sociais de comunicação, acompanhamos as celebrações da Semana Santa, especialmente do Tríduo Pascal: Páscoa do Pão, Páscoa da Cruz e Páscoa da Ressurreição! Assim, resgatamos e estreitamos os vínculos de pertença à Comunidade-Igreja, Povo de Deus, espalhada em nossas cidades e campos, mundo afora.

As homilias e pregações de nossos Pastores, jamais deixaram de considerar o sofrimento, a dor, as lágrimas que afligem toda a humanidade nos dias tristes que vivemos. Súplicas e clamores subiram aos céus, em preces, lamentos e braços erguidos.

“Das profundezas do abismo clamo a Ti, Senhor… Vem, Senhor, enxuga as lágrimas de nossos olhos e o suor de nossas faces… Envia o teu Espírito e renova a face da terra… Faze novas todas as coisas, novos céus e nova terra… Tu que és o vivente! Estiveste morto, mas agora vives para sempre! Renova em teu Povo, a esperança, aquela que não decepciona nem engana”.

As trevas dessa longa noite, o tormento dessa tempestade, têm feito aflorar nas mentes e corações, reflexões, meditações, considerações e orações, que brotam do mais profundo das pessoas e que apontam para horizontes que se abrem: um outro mundo é possível, necessário e urgente. Tomada de consciência de que tudo está interligado. A vida é frágil, tão frágil que: “Bastou o menor e mais informe elemento da natureza, um vírus, para nos recordar que somos mortais, que o poderio militar e a tecnologia não bastam para nos salvar”… Ele nos “despertou bruscamente do perigo maior que sempre correm os indivíduos e a humanidade, o do delírio de onipotência”. (Catalamessa – homilia da sexta-feira santa na Basílica de S. Pedro).

Nos templos esvaziados, nas casas feitas Igrejas Domésticas e nos corações confiantes renascem a fé e a esperança no Crucificado-Ressuscitado.

Na Páscoa deste ano ecoam fundo em nossos ouvidos e ressoam por toda a terra as primeiras palavras do Senhor após a sua Ressurreição: Alegrai-vos! Não tenhais medo! Coragem!

Como lembrou o Papa Francisco na Vigília Pascal, o Senhor nos envia para a Galileia, onde tudo começou, na certeza que Ele vai à nossa frente, abrindo e iluminando novos caminhos!

Votos de feliz Tempo Pascal aos leitores desta coluna e aos profissionais do Correio Popular. Saúde e Paz!

ENDEREÇO E CONTATO

Av. Júlio de Mesquita, 126
Campinas - SP
(19)3251-6433 / 3251-5534
secretaria@paroquiadivino.org.br

Contato via Whatsapp

MISSAS
3ª a sáb: 17h
Dom: 8h | 10h30 | 17h | 19h


ATENDIMENTO DOS SACERDOTES
3ª a 6ª feira, das 15h30 às 16h45
Pároco: Côn. José Luís Araújo
Pároco Emérito: Pe. José Arlindo de Nadai


SECRETARIA PAROQUIAL
2ª feira: das 14h às 17h30
3ª a 6ª feira: das 8h às 11h30 | das 14h às 18h
Sáb: das 8h às 11h30

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this