Confiar e oferecer a Deus tudo o que se tem (Mc 12,38-44)

32º DOMINGO – Tempo Comum – Ano “B”

Evangelho – Mc 12,38-44

Naquele tempo:
38 Jesus dizia, no seu ensinamento a uma grande multidão:
‘Tomai cuidado com os doutores da Lei!
Eles gostam de andar com roupas vistosas,
de ser cumprimentados nas praças públicas;
39 gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas
e dos melhores lugares nos banquetes.
40 Eles devoram as casas das viúvas,
fingindo fazer longas oraçðes.
Por isso eles receberão a pior condenação’.
41 Jesus estava sentado no Templo,
diante do cofre das esmolas,
e observava como a multidão depositava
suas moedas no cofre.
Muitos ricos depositavam grandes quantias.
42 Então chegou uma pobre viúva
que deu duas pequenas moedas,
que não valiam quase nada.
43 Jesus chamou os discípulos e disse:
‘Em verdade vos digo,
esta pobre viúva deu mais do que todos os outros
que ofereceram esmolas.
44 Todos deram do que tinham de sobra,
enquanto ela, na sua pobreza,
ofereceu tudo aquilo que possuía para viver’.

Refletindo a Palavra

A oferta da viúva, apesar de ser apenas aquela moeda, era tudo o que ela tinha. Ela confiou em Deus e depositou toda sua reserva no cofre do templo.
Quantas vezes temos mais que o suficiente e ficamos titubeando em deixar nas mãos de Deus, uma pequena parcela do que ele nos concede. Não apenas em dons materiais, participando do dízimo, por exemplo, mas também a nossa própria vida. Confiamos pouco em Deus. Se achamos que temos pouco tempo para oferecer ao Senhor, no seu serviço à comunidade, façamos a experiência e depositemos nas mãos dele esse pouco. Com apenas cinco pães e dois peixes oferecidos por um menino, Jesus alimentou uma multidão.
Que Maria nos ajude a abrir nossos corações e sermos generosos com nossas vidas ao serviço do Senhor, em nosso dia-a-dia. A doação de alguns minutos do nosso corrido dia, talvez dando atenção a alguém que precisa ser ouvido, será preciosa oferta nas mãos de Deus.

Respondendo e Rezando a Palavra (CLIQUE AQUI)

Salmo – Sl 145,7.8-9a.9bc-10 (R.1)

R. Bendize, minh’ alma, bendize ao Senhor!

7 O Senhor é fiel para sempre,*
faz justiça aos que são oprimidos;
ele dá alimento aos famintos,*
é o Senhor quem liberta os cativos.R.

8 O Senhor abre os olhos aos cegos*
o Senhor faz erguer-se o caído;
o Senhor ama aquele que é justo*
9a É o Senhor quem protege o estrangeiro.R.

9bc Ele ampara a viúva e o órfão*
mas confunde os caminhos dos maus.
10 O Senhor reinará para sempre!
Ó Sião, o teu Deus reinará*
para sempre e por todos os séculos!R.