“Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro.”

27º DOMINGO Tempo Comum

Evangelho de Jesus Cristo Segundo Lucas – Lc 17,11-19

11 Aconteceu que, caminhando para Jerusalém,
Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia.
12 Quando estava para entrar num povoado,
dez leprosos vieram ao seu encontro.
Pararam à distância,
13 e gritaram:

‘Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!’

14  Ao vê-los, Jesus disse:
‘Ide apresentar-vos aos sacerdotes.’
Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados.
15 Um deles, ao perceber que estava curado,
voltou glorificando a Deus em alta voz;
16 atirou-se aos pés de Jesus, com o rosto por terra,
e lhe agradeceu.
E este era um samaritano.
17 Então Jesus lhe perguntou:
‘Não foram dez os curados?
E os outro nove, onde estão?
18 Não houve quem voltasse para dar glória a Deus,
a não ser este estrangeiro?’
19 E disse-lhe: ‘Levanta-te e vai! Tua fé te salvou.’

Refletindo a Palavra

A liturgia deste domingo mostra-nos, com exemplos concretos, como Deus tem um projeto de salvação para oferecer a todos os homens, sem exceção; reconhecer o dom de Deus, acolhê-lo com amor e gratidão, é a condição para vencer a alienação, o sofrimento, o afastamento de Deus e dos irmãos e chegar à vida plena.
A primeira leitura apresenta-nos a história de um leproso (o sírio Naamã). O episódio revela que só Jahwéh oferece ao homem a vida e a salvação, sem limites nem excepções; ao homem resta acolher o dom de Deus, reconhecê-l’O como o único salvador e manifestar-Lhe gratidão.
O Evangelho apresenta-nos um grupo de leprosos que se encontram com Jesus e que através de Jesus descobrem a misericórdia e o amor de Deus. Eles representam toda a humanidade, envolvida pela miséria e pelo sofrimento, sobre quem Deus derrama a sua bondade, o seu amor, a sua salvação. Também aqui se chama a atenção para a resposta do homem ao dom de Deus: todos os que experimentam a salvação que Deus oferece devem reconhecer o dom, acolhê-lo e manifestar a Deus a sua gratidão.
A segunda leitura define a existência cristã como identificação com Cristo. Quem acolhe o dom de Deus torna-se discípulo: identifica-se com Cristo, vive no amor e na entrega aos irmãos e chega à vida nova da ressurreição.

Rezando a palavra

Salmo – Sl 97,1.2-3ab.3cd-4 (R.cf 2b

R.O Senhor fez conhecer a salvação e às nações revelou sua justiça.

1 Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo
alcançaram-lhe a vitória.

2  O Senhor fez conhecer a salvação,
e às nações, sua justiça;
3 arecordou o seu amor sempre fiel
3bpela casa de Israel.

3c Os confins do universo contemplaram
3d a  salvação do nosso Deus.
4  Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
alegrai-vos e exultai!