“Ideologia de gênero nos projetos municipais de educação”

Pronunciamento Oficial sobre a “Ideologia de gênero nos projetos municipais de educação”

11/06/2015

A todos os fiéis,
às famílias de nossas Paróquias e Comunidades,
aos pais e aos educadores em nossa Arquidiocese,
Saudação, Paz e bênção, no Senhor.

Amados em Cristo, nosso Senhor!

No último dia 05 de junho, nós, Bispos da Província Eclesiástica de Campinas, composta pelas Dioceses de Amparo, Bragança Paulista, Limeira, Piracicaba, São Carlos e a Arquidiocese de Campinas, enviamos, aos Excelentíssimos Presidentes das Câmaras Municipais das cidades de cada uma das Dioceses, a carta abaixo:

“Solicitados por nossos fiéis e alguns vereadores de nossas Câmaras Municipais, nós Bispos da Província Eclesiástica de Campinas, no exercício de nossa missão de Pastores, consideramos oportuno e necessário esclarecer o que segue, no que se refere à “Ideologia de gênero nos projetos municipais de educação”:

1. Não se trata, antes de tudo, de uma questão religiosa e sim, de uma questão humanística, isto é, do fundamento humano, organizador de uma sociedade. Toda ideologia é um sistema de ideias que esquece seu fundamento e procura impor sua compreensão reducionista a todos;

2. Por ser uma questão humanista, deve estar fundamentada nas evidências próprias do convívio humano, fundamentos já adquiridos em nossa cultura ocidental a partir das ciências humanas e biológicas que tem seu sentido e alicerce na própria natureza;

3.Como seguidores de um sadio humanismo, desejando contribuir na construção da sociedade justa e fraterna, expressamos nossa preocupação com uma ideologia que afeta estes valores e que quer se impor a qualquer custo.

4. Por isso, queremos fazer chegar nossa preocupação aos Nobres Vereadores, legítimos representantes do povo, aos pais, primeiros responsáveis pela educação de seus filhos e, a todos os responsáveis pelas escolas.

5. Com senso de responsabilidade, vivendo numa sociedade plural, esperamos que o Plano Municipal de Educação a ser votado até o final de junho, evite qualquer inserção ou imposição da assim chamada “ideologia de gênero.”

Que Deus abençoe a todos que trabalham na edificação humana de nossas crianças, adolescentes e jovens.

Estimadas irmãs! Prezados irmãos!

O Senhor, nosso Deus, fez o homem e a mulher à sua imagem e semelhança (cf. Gn 1,26-29). Esta verdade, vivida desde o princípio, apresenta a grandeza complementar do ser humano, homem e mulher. Lembremo-nos de outro trecho da Sagrada Escritura: “por isso o homem deixa a casa de seu pai, se une à sua mulher e os dois tornam-se uma só carne” (cf. Gn 2,23-25). No Novo Testamento, o Senhor Jesus Cristo retoma o mesmo texto e acrescenta: “por isso, não separe o homem, o que Deus fez, uma só coisa” (cf. Mat 19,4-6).

Exorto os pais a que cuidem, com carinho, da educação de seus filhos, para termos um mundo melhor para nossas crianças, meninos e meninas, para os nossos adolescentes e jovens. Assim, peçamos a Nossa Senhora, Rainha da Família, que nos proteja.

Com uma especial bênção para todos!
Dom Airton José dos Santos
Arcebispo Metropolitano de Campinas
Presidente do Regional Sul1 da CNBB