Coração santo, tu reinarás!.. (Jo 19,31-37)

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Evangelho – Jo 19,31-37

31 Era o dia da preparação para a Páscoa.
Os judeus queriam evitar
que os corpos ficassem na cruz durante o sábado,
porque aquele sábado era dia de festa solene.
Então pediram a Pilatos
que mandasse quebrar as pernas aos crucificados
e os tirasse da cruz.
32 Os soldados foram e quebraram as pernas de um
e depois do outro que foram crucificados com Jesus.
33 Ao se aproximarem de Jesus, e vendo que já estava morto,
não lhe quebraram as pernas;
34 mas um soldado abriu-lhe o lado com uma lança,
e logo saiu sangue e água.
35 Aquele que viu, dá testemunho
e seu testemunho é verdadeiro;
e ele sabe que fala a verdade,
para que vós também acrediteis.
36 Isso aconteceu para que se cumprisse a Escritura,
que diz: ‘Não quebrarão nenhum dos seus ossos’.
37 E outra Escritura ainda diz:
‘Olharão para aquele que transpassaram’.

Refletindo a Palavra

Falar do Coração de Jesus, é referir-se ao amor de Deus pelos homens. Amor pessoal. “Chamei-te pelo teu nome, tu és meu”(Is 43,1). Amor que não se cansa de perdoar. Amor que vem ao encontro, que não se deixa vencer em generosidade. “Amor eros” pelo ser humano, como diz o Papa Bento XVI, em sua encíclica “Deus caristas est” (Deus é amor).
A jaculatória tão conhecida pelo povo católico “Sagrado Coração de Jesus, fazei o nosso coração semelhante ao vosso”, é um pedido para sermos realmente felizes. Um coração semelhante ao Coração de Jesus, é um coração equilibrado, apaixonado, carregado de energia positiva. Aberto às pessoas, principalmente aos mais necessitados. Um coração que não despreza ninguém, que a todos acolhe. Um coração que se consome em amor. Logo, um coração saudável. Ainda que sofra, o que é inevitável para quem realmente ama, faz seu “dono” imensamente feliz. Traz a paz verdadeira, não a paz de estrebaria, como referenciou-se Jesus, certa vez.
Maria tem sua parcela, que não é pouca, na formação do coração do Menino Jesus, a quem soube educar e instruir nas Sagradas Escrituras, em sua casinha em Nazaré. Que a Mãe do Divino Salvador, reze por nós e conosco, para que Jesus faça “nosso coração semelhante ao dele”. Amém!

Para o seu momento de enlevo e oração: clique aqui!